O Caderninho de Desafios de Dash & Lily


Autor: David Levithan e Rachel Cohn
Editora: Galera
Ano: 2016
Páginas: 256
O novo livro de David Levithan e Rachel Cohn que juntos escreveram Nick e Nora Uma noite de amor e música acompanha a dupla Lily e Dash. Ela está doida pra se apaixonar e, pra encontrar o par perfeito, decide criar um caderninho cheio de tarefas e deixá-lo na livraria mais caótica de Manhattan. Quem encontra o moleskine é Dash, e os dois começam a se corresponder e trocar sonhos, desafios e desejos no caderninho, que vai se perdendo nos mais diversos lugares de Nova York.

Dash é filha de pais divorciados e não se dá bem com o seu pai. Então ao mentir, dizendo para sua mãe que passaria o natal com seu pai, e vice-versa, Dash na verdade conseguiu a sua casa em Nova Iorque todinha para ele durante as festas de fim de ano, que por sinal ele odeia.

Ao entrar na sua livraria preferida, ele acaba descobrindo um caderninho vermelho em meio às prateleiras dos livros de seu autor preferido. Nele tinha instruções para um desafio, que nada mais era que um teste para selecionar entre aqueles que aceitassem, para conversar com uma garota desconhecida chamada Lily.

Lily, ao contrario de Dash, ama o natal, e está muito chateada, pois é o primeiro que vai passar sem os seus pais, que resolveram saírem e um tipo de lua de mel para comemorar os 25 anos de casados.

O desafio do caderno vermelho, foi criado pelo seu irmão e o namorado, e Lily nunca imaginou que alguém um dia iria aceitar, e muito menos que a pessoa continuaria o jogo, criando outros desafios. E é a partir dai que os dois começar a conversar através do caderno, mesmo sem saberem de verdade com quem estão falando.

Apesar de o livro ter sido escrito por dois autores, não tem como diferenciar uma escrita da outra, é como se fossem um só. A história é convidativa e muito cativante, ou seja, mergulhamos muito rápido na historia e nem percebemos o avanço da leitura.

O toque de ironia e até mesmo momentos de diversão dão uma leveza na historias e faz como isso se torne características dos próprios personagens conforme as narrações vão sendo trocadas a cada capitulo.

E apesar de serem opostos, ela ama o natal e ele odeia, ela é uma amorzinho de pessoa e ele é meio sarcástico, ela é super apegada a sua família e ele tem problemas com a dele,  eles são parecidos. Os dois estão procurando por algo que os complete.

Dash tem pouca fé e dificuldade em acreditar, e tentar encontrar Lily, a garota que parece ser o seu ideal sem nem mesmo a ter conhecido pessoalmente, lhe dá um pouco de esperança. Lily no entanto, precisa se encontrar, descobrir quem realmente é, e é Dash que a ajuda a conseguir isso, já que os desafios que ele propõe a incentivam a ir além.

O encontro deles, apesar de não ser como eu queria, acaba sendo na verdade o encontro com eles mesmos.

O livro é cheio de reflexões. Dash e Lily aproveitam o caderninho e o fato de não se conhecerem para revelarem suas almas. E nesses momentos tem muita sensibilidade e sinceridade. Mas apesar disso o livro é leve e divertido em seu todo.

Tirando o final, amei essa leitura, os personagens principais e secundários são muito cativantes, o romance é muito fofo. Então para quem curte um bom YA recomendo essa leitura.

assinatura-viviane

Nenhum comentário:

Postar um comentário