Janeiro

Autor: Audrey Carlan
Editora: Verus
Ano: 2016
Páginas: 144
Ela precisava de dinheiro. E nem sabia que gostava tanto de sexo. O fenômeno editorial do ano e best-seller do New York Times, USA Today e Wall Street JournalMia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato.A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil.
Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser...
Em janeiro, Mia vai conhecer Wes, um roteirista de Malibu que vai deixá-la em êxtase. Com seus olhos verdes e físico de surfista, Wes promete a ela noites de sexo inesquecível — desde que ela não se apaixone por ele.

Mia Saunders resolveu perseguir seu sonho de ser atriz, por isso se mudou para Califórnia para conseguir realizar esse sonho. Depois de quatro relacionamentos onde teve seu coração partido, Mia resolveu fechar seu coração para o amor e focar totalmente em seus novos objetivos.

Mas Blaine, um de seus ex-namorados e um agiota, resolve voltar para atormentá-la e cobrar a divida de seu pai, um viciado em bebidas e jogos, e claro que com uma divida tão alta, ele não consegue pagá-la. E como resultado, Blaine, mandou seus homens para dá uma lição e o resultado foi o pai de Mia em coma no hospital e um aviso, se a divida não fosse paga, Blaine mataria seu pai.

Precisando de muito dinheiro rápido, Mia não vê saída se não aceitar o convite de sua tia e se tornar uma acompanhante de luxo de sua agência. Mia terá passar 24 dias com cada cliente, tudo para ganhar a quantia de 100 mil dólares, e assim conseguir quitar a divida em um ano, e ainda ajudar sua irmã a pagar a faculdade. O sexo não faz parte do contrato, mas se Mia aceitar em fazer, o cliente terá que pagar um acréscimo de 20% do valor acertado.

Claro que no começo, Mia não ficou confiante se esse era o caminho certo, mas como não tinha alternativa para conseguir o dinheiro, acabou aceitando e se jogando nesse trabalho.

Seu primeiro cliente é Weston Charles Channing III, ou Wes, um roteirista de sucesso, e foi a mãe dele quem contratou Mia para que o acompanhasse em alguns eventos importantes para afastar algumas mulheres interesseiras e assim ele pudesse falar com as pessoas certas e fechar contratos.

Wes é lindo, sedutor e carinhoso, e Mia logo se vê atraída por ele, e percebe que será difícil resistir, então se entrega a essa atração logo na primeira noite. Wes tem quatro regras que se forem seguidas os dois se darão bem, mas a quarta será difícil, pois diz que os dois não poderão se apaixonar, e conforme vão passando mais tempo juntos, seguir essa regra vai se tornar muito difícil para os dois.

Apesar do clichê do gênero, a leitura desse livro foi rápida e objetiva, pois a autora conseguiu apresentar os personagens principais e desenvolver os elementos da coleção logo nas primeiras paginas, e ainda de quebra conseguiu dá inicio, meio e “fim” a historia.

A história em narrada em primeira pessoa, Mia. E confesso que durante a leitura eu amei e odiei Mia, já Wes é um fofo, sempre cuidando da Mia, deixando ela a vontade, um cavaleiro, e claro que é inevitável surgir uma amizade entre eles, o que será o centro do relacionamento deles.

O final me partiu o coração, mas era mais que previsível o que aconteceria.

Com 11 livros ainda pela frente, eu torço para que a autora consiga desenvolver bem as histórias para não cair na mesmice. Então que venha os próximos livros.


AVALIAÇÃO


Nenhum comentário:

Postar um comentário