O Lado Mais Sombrio

Autor: A.G. Howard
Editora: Novo Conceito
Ano: 2014
Páginas: 368
Alyssa Gardner tem uma vida conturbada, ela ouve vozes de insetos e flores. A garota mora apenas com o pai pois a mãe foi internada e considerada insana e instável, e alegava ouvir as mesmas vozes que Alyssa sabe que são verdadeiras. Em uma das visitas, ela descobre que cada dia sua mãe pior, e que o pai havia concordado com o médico em aplicar um tratamento de choque, o que não apenas poderia transformar sua mãe em outra pessoa, como também poderia matá-la. Para impedir isso, Alyssa terá que mergulhar no obscuro mundo do País das Maravilhas e consertar os erros que a verdadeira Alice deixou pra trás, dessa forma quebraria a maldição sobre sua família. Mas a verdade é que o País das Maravilhas foi totalmente distorcido por Lewis Carrol, e Alyssa vai descobrir um lado sombrio do conto de fadas.

Antes de começar a resenha, gostaria de fazer uma confissão. Comecei a ler esse livro, sem ter ideia de que era uma releitura de Alice no País das Maravilhas, e acho que isso só contribuiu para que a leitura fosse melhor.

Então com essa confissão feita, vamos à resenha, rs.

Alyssa é descendente de Alice Lidell, sim a do País das Maravilhas, e ela, assim como sua antepassada, carrega a maldição da família Lidell, escutar as plantas e insetos falarem, mesmo quando não quer.

Com medo de ir para um clinica psiquiátrica como sua mãe, Alyssa encontrou uma forma de calar essas vozes, ela captura os insetos, mata e faz mosaicos com eles, o que apesar de mórbido, acaba criando verdadeiras obras de arte.

Além disso, Alyssa ainda precisa enfrentar a zoação na escola por ser descendente de Alice, o que só contribui para pesar ainda mais esse fardo.

E como se não bastasse tudo isso, Alyssa ainda é apaixonada pelo irmão de sua melhor amiga, Jeb, que infelizmente está namorando outra garota, a que espalhou a historia da descendência de Alyssa, e que também só a vê como uma irmã.

Mas apesar disso tudo, Alyssa “aceitou” a sua vida como é, afinal não poderia ficar pior né?!

Errado, poderia sim ficar pior, e ela logo descobre isso, quando ela não vê outra escolha se não descobrir como ir para o País das Maravilhas, para corrigir os erros de Alice e assim finalmente quebrar essa maldição que persegue a sua família há tantos anos e de quebra, descobrir o seu lado sombrio.

Ela só não planejava arrastar Jeb para essa loucura. E que nessa aventura, que vai muda-la para sempre, Alyssa vai reencontrar um velho amigo, Morfeu.

Howard me conquistou, nem sei por que demorei tanto para ler esse livro. A autora conseguiu pegar um mundo que já existia, e criou algo totalmente novo e diferente.

Os personagens principais da historio que conhecemos a Lagarta, o Cheshire, Rainha de Copas, ou seja, todos estão presentes, mas não da forma como conhecemos, eles estão fisicamente e psicologicamente diferente, o que só contribui para todo o encanto da história.

Nesse livro, encontramos ação, muita aventura, segredos que são revelados aos pouco, e até mesmo um pouco de romance, e muito enigma, e isso foi que mais me prendeu.

A personalidade que a autora criou para Alyssa foi tão única que meio que apagou a Alice. Jeb é encantador, o típico príncipe com o seu cavalo branco, já Morfeu, esse ganhou meu coração.

Não sei se já falei aqui, mas eu tenho uma quedinha pelos vilões, isso porque eu sei que se tornaram vilões por algum motivo, e sei lá, só tenho uma quedinha.

Então não é surpresa, depois disso, eu dizer que Morfeu é o meu preferido da história, porque muitas vezes ele me deixou na duvida se ele era de fato o vilão ou o mocinho, na verdade ainda estou com uma pontinha de dúvida, rs.

As continuações já estão na minha lista de leitura, e não vejo a hora de saber mais sobre o que aconteceu no final do livro.

AVALIAÇÃO

assinatura-viviane

Nenhum comentário:

Postar um comentário