Enquanto Bela Dormia


Autor: Elizabeth Blackwell
Editora: Arqueiro
Páginas: 368
Ano: 2016

Nos salões de um castelo, uma confidente leal guardou por muitos anos os segredos de uma rainha linda e melancólica, uma princesa que só queria ser livre e uma mulher que sonhava com a coroa. Esta é sua história.
Ambientada em meio ao luxo e às agruras de um reino medieval, esta releitura de A Bela Adormecida consegue ser fiel ao clássico ao mesmo tempo que constrói uma narrativa recheada de elementos contemporâneos. Nessa mescla, os dramas de seus personagens um casal infértil, uma jovem que não aceita viver em uma redoma e uma família despedaçada pela inveja tornam-se atemporais.
Quando a rainha Lenore não consegue engravidar, recorre aos supostos poderes mágicos da tia do rei, Millicent. Com sua ajuda, nasce Rosa, uma menina linda e saudável. No entanto, a alegria logo dá lugar às sombras: o rei expulsa de suas terras a tia arrogante, que então jura se vingar. Seu ódio se torna a maldição que ameaça a vida de Rosa. Assim, a menina cresce presa entre os muros do castelo, cercada dos cuidados dos pais e de Flora, a tia bondosa e dedicada do rei que encarna a fada boa do conto original.
Mas quando todas as tentativas de proteger Rosa falham, é Elise, a dama de companhia e confidente da princesa, sua única chance de se manter viva. E é pelos olhos dessa narradora improvável que conhecemos todos os personagens, nos surpreendemos com o destino de cada um e descobrimos que, quando se guia pelo amor a magia mais poderosa do mundo , qualquer pessoa é capaz de criar o próprio final feliz.

Sempre gostei muito de contos de fadas, então sempre que aparece algum livro contato a história dos famosos contos que conhecemos de algum outro ponto de vista, eu fico muito curiosa para saber como será, e não foi diferente com esse livro.

Como todos os contos a história sempre gira em torno da “princesa”, mas nesse caso isso não acontece, em Enquanto Bela Dormia, a história gira em torno de Elise, a dama de companhia da princesa Rosa, que por ter pais inférteis, era extremamente protegida, não podia nem sair do castelo, e no ida do seu batizado foi amaldiçoada pela própria tia, Mallicent.

Elise cresceu em uma vila simples na parte rural do reino, tendo um pai rígido, a única menina entre vários irmãos e criada pela mãe para tentar se algo mais além de mais um par de mãos na fazenda da família.

Aos 14 anos, a varíola passou por sua casa e levou sua mãe e irmãos, deixando para trás ela e seu pai, então depois de se recuperar, ela não pensou duas vezes antes de sair de casa e ir para o castelo trabalhar, assim como sua mãe fez um dia.

Com a ajuda da sua tia que morava na cidade, Elise logo conseguiu o emprego dentro do castelo. Seu serviço começa com a simples função de camareira, mas a sua dedicação e presteza logo é bem vista e acaba por conquistar a confiança da Rainha Lenore. É quando sua vida muda.

A autora pegou o que era essencial da história “original” e criou essa releitura que, vou ser sincera, não sei se é boa ou ruim.

O livro não é cheio de reviravoltas, pelo contrario, muitas vezes tive vontade de pulas umas boas páginas, só pra ver se a história teria mudado ou avançado alguma coisa.

Eu estava extremamente ansiosa para saber o que aconteceria com Elise, mas principalmente a Rosa, como a autora descreveria o acontecimento que faria Rosa dormir tão profundamente como a morte. E o que aconteceu não era o que eu esperava.

Apesar da história ser interessante, achei um pouco cansativa.
assinatura-viviane

Um comentário:

  1. Desde que vi esse livro na Saraiva, fiquei curiosa, porque também gosto muito de releituras de contos de fadas, mesmo que a Bela Adormecida não seja meu conto preferido, haha!
    Que pena que achou cansativa... Ainda assim gostei muito de saber que quem narra é uma personagem diferente. Adorei a dica!
    Beijos, Bel
    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir