Paixão ao Entardecer


Autor: Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro
Ano: 2015
Páginas: 272
Mesmo sendo uma família nada tradicional, quase todos os irmãos Hathaways se casaram, até mesmo Leo, que era o mais avesso a essa ideia. Mas para a caçula Beatrix, parece não haver mais esperança.
Dona de um espírito livre, apaixonada por animais e pela natureza, Beatrix se sente muito mais à vontade ao ar livre do que em salões de baile. E, embora já tenha frequentado as temporadas londrinas e até feito algum sucesso entre os rapazes, nunca foi seriamente cortejada, tampouco se encantou por nenhum deles.
Mas tudo isso pode mudar quando ela se oferece para ajudar uma amiga.
A superficial Prudence recebe uma carta de seu pretendente, o capitão Christopher Phelan, que está na frente de batalha. Mas parece que a guerra teve um forte efeito sobre ele, e seu espírito, antes muito vivaz, se tornou bastante denso e sombrio.
Prudence não tem a menor intenção de responder, mas Beatrix acha que ele merece uma palavra de apoio – mesmo depois de tê-la chamado de estranha e dito que a jovem é mais adequada aos estábulos do que aos salões. Então começa a escrever para ele e assina com o nome da amiga. Beatrix só não imaginava o poder que as palavras trocadas teriam sobre eles.
De volta como um aclamado herói de guerra, Phelan está determinado a se casar com a mulher que ama. Mas antes disso vai ter que descobrir quem ela é.

Antes de começar só queria falar que fiquei muito triste por saber que esse é o ultimo livro da coleção os Hathaways e que tive que me despedir desses personagens encantadores e carismáticos.

Beatrix não é uma dama comum, ela está longe de ser o padrão perfeito exigido pela sociedade londrina. Mesmo depois de várias temporadas, ela ainda continua sendo a tia solteirona e falava com animais. Não que isso importasse muito para ela e sua família, afinal ela queria o mesmo que seus irmãos, um casamento por amor, com alguém que aceitasse ela como é.

Como o coração sempre bondoso, ela não se conformou quando sua amiga, Prudence, recebeu uma linda carta do Capitão Christopher Phelan e não quis responder. Tomando para sim essa tarefa, mas sempre assinando as cartas como Prudence.

Christopher, sempre foi o típico aristocrata que não está acostumado a ser contrariado e não existia ninguém mais importante que ele. No entanto, sendo o segundo filho e fora da sucessão do titulo de seu pai, resolveu em um impulso, comprar uma patente no exercito que resultou nele arriscando sua vida e de outros na linha de frente de uma guerra que parecia sem fim.

O que ajudava a passar cada dia dessa guerra eram as cartas que recebia da linda Prudence, uma garota que para ele a principio parecia só ter lindos cachos na cabeça, na verdade era muito mais profunda. Mas pouco antes de voltar para casa ele recebe uma estranha carta que parece dizer o contrario.

Com isso ele tinha uma nova missão, descobrir quem realmente lhe escrevia as lindas cartas de amor que o ajudou a passar por essa terrível guerra.

Depois de Julia Quinn, Lisa Kleypas, conseguiu me conquistar. A personalidade de cada personagem tem sua característica tão marcante, que nos diálogos já conseguimos identificar cada um mesmo sem a autora nos dizer.

Beatrix se tornou uma personagem querida, pois de todos, foi a que mais evoluiu e que pudemos acompanhar desde criança. E também foi a que apesar das excentricidades, conseguiu o amor sincero desde o começo.

Posso dizer que com essa história de Beatrix e Christopher a autora soube fechar com chave de ouro as histórias da família Hathaways.

assinatura-viviane

Nenhum comentário:

Postar um comentário