Peça-me o que Quiser Agora e Sempre


Autor: Megan Maxwell
Editora: Suma das Letras
Ano: 2013
Páginas: 332
Decidida a se afastar para sempre de Eric Zimmerman, Judith pede demissão da empresa Müller. Para se recuperar, decide se refugiar por um tempo em Jerez, com seu pai. Desesperado com a partida de Judith , Eric vai atrás de seu amor. Ela resiste o quanto pode, mas a atração entre eles continua forte, e as fantasias sexuais mais vivas do que nunca. Em Peça-me o que quiser agora e sempre, Judith terá que tomar a decisão mais difícil de sua vida. O que ela realmente quer? Viver sua paixão é tudo o que importa?

Depois do final eletrizante de Peça-me o que Quiser, eu não tive outra escolha a não ser pegar o segundo livro da trilogia e começar a ler.

Nesse livro a relação de Jud e Eric está mais que abalada, afinal ele resolveu acreditar nas picuinhas que a sua ex, Betta, armou ao invés de ouvir Jud, que por sua vez tem o sangue Espanhol, que nessas ocasiões fala mais alto e já podem imaginar. Então o resultado foi à separação de forma um tanto tensa dos dois e claro a demissão de Jud.

Então agora solteira e desempregada, Jud acaba indo para Jerez, tentar esfriar a cabeça no colo do papai e de sua família. Mas claro que as coisas não ficaram assim por muito tempo.

Eric logo percebe a besteira que fez e logo vai atrás de Jud, e tenta de todas a formas ter ela de volta. Claro que ela não facilita, e não esperava menos dela, rs.

No fim eles se resolvem, mas a diferença das personalidades e a mudança de terreno pode colocar tudo a perder novamente.

Bom à questão do sexo que vemos muito no primeiro livro, continua bem presente nesse, acho até que um pouco mais. Temos mais draminhas entre os dois, o que às vezes irrita muito, mas a Jud que passou a meio que ganhar um pouco o meu respeito com algumas atitudes, muitas vezes faz a coisa toda ser engraçada.

Outo ponto forte nos personagens é a questão da bipolaridade da personalidade deles, as vezes dá até vontade de largar o livro de tanto que isso irrita.

Alguns personagens secundários ganham mais terreno nesse livro e confesso que o Björn conquistou totalmente o meu coração, apesar de quase não aparecer na história, eu não ligaria se tivesse um livro só dele rs.

Se eu achei que o final do primeiro livro foi impactante, me enganei, o final do segundo me prendeu de tal forma, que xingava tanto, e não tive outra escolha a não ser começar o terceiro e ultimo, que logo logo terá a resenha aqui rs.

assinatura-viviane

5 comentários:

  1. Eu li só o primeiro dessa série, mas nem pretendo continuar. Eu gosto dos personagens mais esses draminhas deles também me irrita. E pelo jeito a série vai continuar tendo muito sexo como no primeiro.
    No primeiro livro não aparece o Bjorn, mas já vi bastante gente falando que o livro dele é melhor, e estou pensando em ler só o livro dele kkkkkk
    Bjss

    ResponderExcluir
  2. Bom, como falei na resenha do primeiro livro, essa serie não me agradou e não tenho nenhum interesse em ler. E vendo agora a resenha desse segundo livro, fiquei mais desanimada ainda, pois odeio bipolaridade em personagens e esses draminhas desnecessários entre o casal.
    Amei a resenha, como sempre!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Esse livro me irritou um pouco por causa dos draminhas, mas no geral eu gostei dele também. Já tem um livro só do Björn, e confesso que gostei mais dele do que da trilogia, chama Surpreenda-me, e indico ele :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. gostei da resenha embora eu não tenha interesse em ler no momento, quem sabe em breve.

    ResponderExcluir
  5. Já ouvir falar bastante desses livros e confesso que sempre tive uma vontade de lê-los, mas essa bipolaridade dos personagens que você citou me deu uma desanimada, não tem nada pior do que personagens irritantes

    ResponderExcluir