A Sétima Onda


Autor: Daniel Glattauer
Editora: Suma de letras
Ano: 2013
Páginas: 168
Emmi & Leo: A sétima onda - Em @mor, o escritor e jornalista austríaco Daniel Glattauer se utiliza dos princípios dos romances epistolares – trocas de cartas – com uma roupagem contemporânea: o contato virtual. Ao contar a fortuita atração mútua entre os jovens Leo Leike e Emmi Rothner por meio de conversas por e-mails e os sentimentos que desenvolvem um pelo outro, o autor utiliza pontos de vista alternados para contar uma inusitada história de amor.Emmi & Leo: a sétima onda é a sequência dessa história tão intrigante quanto inusitada e que surgiu por erro de endereçamento no envio de um email. Na atual etapa, Leo Leike retorna de Boston após uma longa ausência, e é recebido por uma caixa de emails lotada de notícias de Emmi Rothner. O sentimento dos dois não mudou, e eles reiniciam a troca de mensagens. Só que agora Leo está namorando a americana Pamela, e Emmi continua casada. A orgulhosa Emmi e o tímido Leo nunca estiveram tão próximos, e ao mesmo tempo tão distantes.Daniel Glattauer reconquista os leitores e a crítica internacional com seu peculiar olhar sobre as relações amorosas dos tempos atuais. A prova do fenômeno editorial da dupla de romances: @mor e Emmi & Leo foram traduzidos para quarenta idiomas e tiveram 64 montagens teatrais na Alemanha e Áustria.

O final do de @mor, me deixou um tanto quanto desesperada, e por isso estava com grande expectativa para A Sétima Onda, sua continuação.

Depois do sumiço de Leo, se passa muito tempo, e Emmi continua tentando contato, e quando finalmente ela pensa em desistir e retorna de Boston e a estranha relação dos dois de “amigos/amantes virtuais” retorna. Mas não do mesmo jeito e do mesmo ponto, afinal Leo agora tem uma namorada.

Por esse motivo, os dois resolvem dá um fim digno para o relacionamento deles, e marcam um encontro, que finalmente acontece. E depois outro, e outro até que já se viram tanto que já fica difícil terminar a amizade. Até que sem querer, Leo solta uma bomba que vai abalar tudo, inclusive o casamento de Emmi e Bernhard.

Confesso que a expectativa que depositei nesse livro foi grande, e a leitura não conseguiu alcançar, infelizmente. Mas tive momentos de riso, de raiva e tristeza como o seu anterior.

Muitas vezes achei a história parada, sem ir pra frente nem pra trás, sempre aquela troca de e-mails de um puxando a sardinha pra si falando que é mais feliz que outro. Eu esperava mais do final do livro, mas pelo menos teve um encerramento.

Enfim, gostei do livro, mas ainda prefiro o primeiro.

assinatura-viviane

Nenhum comentário:

Postar um comentário