Divergente


Autor: Veronica Roth
Editora: Rocco
Ano: 2012
Páginas: 502
Divergente - Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto.A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é.E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.

Bom finalmente eu me rendi aos encantos da história de Divergente. Depois de ver o filme, que logo mais estarei falando aqui, fiquei super curiosa para saber mais sobre a história e acabei pegando o livro.

Beatrice Prior tem 16 anos e vive em uma versão futurista, e bem destruída na minha opinião, de Chicago. A cidade é dividida em 5 facções (Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição) que compõe a sociedade e assim mantem a organização. Beatrice pertence à Abnegação, e precisa fazer uma escolha muito importante.

Nessa “sociedade”, quando os jovens fazem 16 anos, eles passam por um teste para saber qual a sua aptidão, o resultado é segredo. E depois tem uma cerimônia onde eles escolhem em qual facção querem fazer parte, a sua de sangue, onde nasceram ou a de sua escolha. Beatrice decidiu mudar para a Audácia. Uma vez que seu teste deu inconclusivo, o significa que ela é uma Divergente, um perigo para a Sociedade.

Depois todos precisão passar por uma iniciação onde são testados e é diferente em cada facção. Os que não conseguem chegar até o fim, são expulsos e se tornam um sem-facção, o que pra nós hoje é o equivalente a um morador de rua.

Durante a sua iniciação, Beatrice tem a chance de ser outra pessoa, e começa mudando seu nome para Tris. E tenta de todas as formas se misturar para não chamar muita atenção, o que logo se vê é bem difícil, pois logo ela faz inimizades que lhe darão muito trabalho.

Achei o livro ótimo, com ação e suspense, o que já espera desse estilo de leitura. O romance que existe é um acréscimo que deixou a história um pouco mais leve, sem ser melosa. E sem querer comparar, mas já fazendo, logo de inicio já podemos ver diferenças entre Divergente e Jogos Vorazes. E em minha opinião, Divergente ganha.

Para quem leu e assistiu o filme, dá para ver algumas diferenças, o que sempre acontece quando um livro é adaptado, mas não são diferenças gritantes como tenho lido, o que fez com que eu demorasse muito para ler o livro e ver o filme. Então não cometam a mesma besteira que eu. E por isso, sem sombra de duvida, indico a leitura para quem ainda não leu, e depois assistam ao filme.

assinatura-viviane

2 comentários:

  1. Olha pra vc ter uma ideia eu ainda não tive a chance de ler o livro DIVERGENTE, mas eu assisti ao filme e sinceramente tenho que confessar que eu adorei. O filme é muito bom e me deu ainda mais vontade de conhecer o livro, mas como eu ando cheia de leitura pra fazer, estou deixando os meus livros de série um pouco mais pra frente, porque normalmente eu demoro um pouco pra fazer a leitura, mas enfim...Gostei de saber mais sobre o livro e principalmente sobre seu ponto de vista, porque eu estou a cada dia me convencendo a ler logo o livro rs
    Parabéns pela sua postagem, porque ficou ótima =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/04/resenha-o-teste.html

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito de conhecer seu Blog e, a partir de agora, vou segui-la de perto.
    Adoro Livros e estou contando um pouco à respeito dos melhores que eu já li.
    Venha conhecer meu Blog, tenho certeza que vai gostar.
    http://oslivrosdaminhabiblioteca.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir