Cinquenta Tons Mais Escuros


Autor: E.L. James...
Editora: Intrínseca
Ano: 2012
Páginas: 512
Assustada com os segredos obscuros do belo e atormentado Christian Grey, Ana Steele põe um ponto final em seu relacionamento com o jovem empresário e concentra-se em sua nova carreira, numa editora de livros. Mas o desejo por Grey domina cada pensamento de Ana e, quando ele propõe um novo acordo, ela não consegue resistir. Em pouco tempo, Ana descobre mais sobre o angustiante passado de seu amargurado e dominador parceiro do que jamais imaginou ser possível. Enquanto Christian tenta se livrar de seus demônios interiores, Ana se vê diante da decisão mais importante da sua vida.

CUIDADO ESTA RESENHA PODE CONTER SPOILER DO LIVRO ANTERIOR “CINQUENTA TONS DE CINZA

Depois do final meio que revoltante do livro anterior, nesse começamos com Anastasia, tentando superar o final do seu relacionamento nada comum com Christian.

Assim Ana começa em seu novo trabalho, como assistente pessoal de Jack Hyde, que tem passado algumas sensações nada agradáveis a Ana, mas enfim né.

Quando Ana pensa que esta começando a superar o término do namoro, Christian ressurge como que das cinzas, rs, e lembra ela da exposição do seu amigo José Rodriguez em Portland que tinham prometido ir juntos, e assim eles acabam se reencontram. E o que parecer ser inevitável, o relacionamento é retomado, mas com algumas pequenas alterações.

Tudo parece ir bem dessa vez, até que Ana descobre que Christian comprou a empresa onde ela trabalha SIP, e impede que ela vá viajar com Jack para Nova Iorque, com a desculpa que era para o proteção dela, uma vez que Jack tem a fala de Mulherengo entre as suas antigas assistentes.

Tudo se confirma, quando Jack acaba chantageando Ana, pedindo favores sexuais em troca, o acaba causando a demissão dele da SIP.

Como se não bastasse isso, Ana ainda acaba encontrando Elena, Mrs. Robinson, pela primeira vez e descobrindo mais coisas sobre o passado de Christian. E quando Elena descobre que o relacionamento dos dois está progredindo de forma que Ana não é mais só uma submissa, ela tenta de todas as formas causar discórdia entre eles.

Outras pessoas do passado de Christian, também reaparecem, causando mais desconforto no relacionamento já sensível deles, e que ainda vai provocar muitos problemas.

Nesse livro, percebi uma melhora na personalidade da Ana, mas ela ainda conseguiu me irritar muito. E uma grande evolução na de Christian.

O surgimento de um vilão, que não fim não era um vilão. As mascaras de alguns personagens caindo, isso deu uma pouco de agitação na história, que me ajudou a terminar o livro.

E por isso, ainda não posso dizer que esse é um dos melhores livros que li, mas percebe uma melhora se comparado com o primeiro, só me resta ver como tudo vai terminar no terceiro e ultimo da trilogia, o que confesso, vai demorar um pouco rs.

assinatura-viviane

Nenhum comentário:

Postar um comentário