O Último Mestre do Ar (Filme)


Título original: The Last Airbender
Distribuidor: Paramount Pictures
Ano: 2010
Gênero: Aventura, Ação, Família, Fantasia
Nacionalidade: EUA
Duração: 1h 43min
A Nação do Fogo está em guerra com as nações da Água, do Ar e da Terra porque pretende dominar o mundo. O conflito já dura um século e não há a menor previsão de quando chegará ao fim. Somente o aparecimento de um Avatar, único capaz de controlar os quatro elementos, poderá ajudar a restabelecer o equilíbrio. Quando Katara (Nicola Peltz) e seu irmão Sokka (Jackson Rathbone) encontram o jovem e poderoso Aang (Noah Ringer), logo percebem que estão diante de uma possível solução e para isso partem juntos numa grande e perigosa aventura em busca da paz.

Aang é um menino monge criado e treinado pela nação do ar. Dizem que ele é a reencarnação atual de Avatar, que é o ponto de equilíbrio entre as nações, mas quando ele descobre as responsabilidades que isso trará, ele não aceita e foge do seu destino. Em sua fuga, ele é pego por uma tempestade e acaba congelado dentro de um iceberg.

Um século se passa, e a nação do Fogo está aos poucos dominando as outras nações em busca do Avatar desaparecido, até que dois jovens de uma das tribos da Água, Sokka e Katara, encontram o Aang e tiram ele do iceberg, mas logo é descoberto por Zuko, um integrante da nação do Fogo que foi banido e está atrás do Avatar, quando uma forte luz corta o céu.

Zuko consegue capturar Aang, mas não por muito tempo, pois com a ajuda de Sokka e Katara eles conseguem fugir para a terra dos nômades do Ar, onde Aang fora criado há um século. É quando descobre o tempo que passou e o que a nação do Fogo, sabendo que o Avatar nasceu na nação do Ar, mandou matar todos os dominadores do Ar, inclusive os monges.

Agora mais do que nunca, Aang, precisa assumir seu papel como Avatar e trazer o equilíbrio para as nações novamente, mas para isso ele precisa dominar os outros três elementos (Água, Fogo e Terra).

Para aqueles que ainda não sabem, esse filme é baseado no desenho animado americano “Avatar: A Lenda de Aang”. E vou dizer eu adorava assistir esse desenho.

A história não é difícil de acompanhar, e não se trata de o bem vencer o mal, e sim de se encontrar o equilíbrio. O que achei muito legal.

Adorei os efeitos especiais, que conseguiu deixar bem parecido com a animação.

O que eu sempre achei legal na animação e que ficou mais claro e belo no filme, foi que para conseguir usar a “força” de cada elemento, não precisa focalizar como se quisesse mover um objeto. Cada um precisava usar toda uma coreografia baseada nas artes marciais.


Claro que não conseguiram colocar nas telonas, tudo o que se passa na animação, mas valeu à tentativa, e eu amei. E só por isso, recomendo muito o filme.


assinatura-viviane TOP COMENTARISTA

3 comentários:

  1. Eu nunca senti vontade de ver o desenho que inspirou o filme, por isso não tive interesse em assistir também. Mas vendo o trailer e sua resenha, acho que daria uma chance ao filme. Achei interessante o que disse sobre a história, de não ser exatamente sobre bem e mal, mas sim de equilibro.

    ResponderExcluir
  2. Vivi!
    Não assisti os desenhos, porém já assisti o filme e adorei.
    Os efeitos especiais melhoram muito toda a aventura.
    Achei a responsabilidade muito grande para uma criança só resolver o destino de todos.
    Gostei muito do filme.
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Para ser sincera, nunca tinha ouvido falar , mas depois de ter lido o que você escreveu, despertou muito meu interesse em assistir! Gosto muito de histórias fantásticas assim! :D
    Verei, com certeza, beijoos!

    ResponderExcluir