Gone: Desaparecer


Autor: Lisa McMann
Editora: Novo Século
Ano: 2010
Páginas: 200
No início Janie acreditava que já sabia o que o futuro lhe reservava e pensou que estava em paz com isto. Mas, o que Janie não suportou, foi ver Cabel afundando com ela. Janie só vê uma maneira de dar a Cabel a vida que ele merece – ela precisa desaparecer. Mas isto pode destruir os dois. Então, um estranho entra em sua vida – e tudo se desfaz. Seu futuro, antes previsto, sofre uma reviravolta trágica e suas escolhas se tornam mais terríveis do que Janie jamais imaginou. Ela só precisa escolher o menor dos dois males. E o tempo está se esgotando…

Cuidado esta resenha poderá conter spoiler dos livros Wake e Fade

Como disse na resenha anterior, Janie estava ajudando a Capitã e Cabe a desvendar quem era o responsável pelos estupros que rondavam a escola. Nesse meio tempo ela aproveitou para estudar algumas anotações que a Sra. Stubin deixou, revelando que ela muito longe de ter uma vida normal, certo?!?!

Em Gone, já iniciamos a leitura com Janie e Cabe iniciando as férias com uma grande duvida o que fazer no futuro de Janie.
Com apenas duas opções a decisão foi difícil. Ela poderia continuar como estava, trabalhando na Narcóticos, estudando, lidando com os sonhos que em grande parte não eram seus e vivendo o seu grande amor com Cabe. Ou, ela se afasta de tudo e todos como a Sra. Stubin fez em um determinado momento da sua vida.

Como se não bastasse isso, Janie ainda precisa cuidar de sua mãe, que tem um ataque e entender quem é esse novo estranho que apareceu e que deixa a sua mãe tão atordoada sempre que ele se aproxima.

Com tudo isso acontecendo, primeira reação de Janie é se isolar, e isso vai interferir muito no seu namoro, pois Cabe não consegue entender o motivo do afastamento.

Gone por ser o último livro da trilogia Wake, ele tem como objetivo nos contar e solucionar todas as dúvidas e os conflitos mais intensos da nossa protagonista. Na verdade isso é o que esperamos do livro. Mas o foco está sobre a interrogação que é o futuro de Janie. Se isolar de tudo e todos que ama ou continuar com a sua vida do jeito que está e no fim acabar fazendo alguém sofrer.

Apesar de serem livros finos, e a história não ser aquela que eu diria “Nossa esse livro mudou a minha vida”, mas é um leitura que recomendo para aqueles que gostam de algo um pouco diferente e que seja rápido de ler.

Assim, há muitas perguntas para serem respondidas ao longo da leitura de Gone, e a mais importante de todas é como Janie vai resolver sua vida, que decisão irá tomar, se irá ficar com as pessoas que ela ama, mesmo os fazendo sofrer por a verem com muitos problemas ou se irá ficar só pelo resto da sua vida e renegar a sua vida e fugir da atividade de apanhadora de sonhos. A leitura é interessante, a leitura vale a pena, embora ainda haja a habitual falta de uso da linguagem por parte da autora. Os conflitos de Janie são profundos, complexos e, portanto, deveriam ser muito emotivos para os leitores, porém a autora não consegue passar essa emoção ao descrever a situação da protagonista do livro e, por isso, se prejudica, mesmo tendo um ótimo enredo para passar aos leitores.

assinatura-viviane

4 comentários:

  1. Oi Viviane :)

    Essa série não me interessa, pois todos dizem que é massante e a cada livro pioria. E pela sua resenha, percebi que não vale a pena. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito das resenhas anteriores. Wuero começar ler essa série, pois patece ser interessante.

    ResponderExcluir
  3. Oi Vivi, tudo bom?
    Eu li pouco, como na outra resenha, por causa dos spoilers, mas eu acho as capas da série bem legais. O tema dos livros me parece ser bem interessante, com suspense e eu gosto muito disso, pena que não te envolveu né?
    Mas livro é assim mesmo, as vezes a gente não consegue se apaixonar por uma história!
    Beijão
    http://www.sarahmarques.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oiiiiiiiiiiiiii
    passei o olho na resenha com medo de ler algo a mais... Fiquei curiosa em ler a coleção e eles são sempre baratinhos no submarino!

    Beijinhos
    Sou eu... Pri!

    ResponderExcluir