Como Viver Eternamente


Autor: Sally Nicholls
Editora: Geração
Ano: 2014
Página: 232
Livro cedido pela editora
Sam ama fatos. Ele é curioso sobre óvnis, filmes de terror, fantasmas, ciências e como é beijar uma garota. Como ele tem leucemia, ele quer saber fatos sobre a morte. Sam precisa de respostas das perguntas que ninguém quer responder. ”Como Viver Eternamente”, é o primeiro romance de uma extraordinária e talentosa jovem autora. Engraçado e honesto, este é um livro poderoso e comovente, que você não pode deixar de ler. A autora tem apenas 23 anos e embora seja seu primeiro livro, ele está sendo lançado em 19 países, dirigido a crianças, adolescentes e adultos.

Bom esse livro recebi de parceria, e talvez se não fosse por isso não leria de cara. O livro chegou na minha casa com um pacotinho de lenço, o que já sugeria que a história era triste e que iria me arrancar lágrimas, então comecei a leitura já preparada, ou não.

Logo de inicio já damos de cara com uma pequena lista que Sam fez ao iniciar o seu livro.
Lista nº1 - Cinco fatos a meu respeito

1. Meu nome é Sam.

2. Tenho onze anos.

3. Coleciono histórias e fatos fantásticos.

4. Tenho leucemia.

5. Quando você estiver lendo isso, provavelmente já estarei morto.

Vamos à história...

Sam é um garoto de 11 anos com leucemia e que infelizmente sabe que vai morrer. Como? Já é a terceira vez que a doença volta e nenhum tratamento resolve.
Por sempre estar fraco, ele não vai a escola e tem aulas particulares em casa junto com seu amigo Felix, vou falar dele daqui a pouco. Em uma das aulas a Sra. Willis sugere que eles comecem a escrever uma história. Sam, que decide escrever sobre ele mesmo, fica tão empolgado que acaba escrevendo um livro diário sobre sua vida, principalmente sobre o finzinho dela.
Sam conheceu Felix, seu melhor amigo, que também tem câncer, em dos momentos que precisou ficar no hospital para o tratamento. E Felix é o responsável por Sam realizar 80% dos sonhos listados no livro, mostrando a Sam que nada é impossível, pasta querer.
Os sonhos de Sam vão do simples ao quase impossível. Digo quase, por que, podem acreditar ou não, ele realiza todos de uma forma bem inusitada e linda, mesmo ele não acreditando que fosse possível quando os listou.

É um livro com uma lição de vida, pois nos mostra a dor da perda, morte, amizade e amor. Essa história nos faz parar e pensar nas coisas simples que sonhos em realizar e deixamos de lado, por achar impossível, ou por ser isso, simples, mas que para pessoas que sabe que a vida é curta, esse simples é tudo.
A força que Sam tem para se manter forte e de certa forma ajudar aos que estão junto com ele é comovente. A coragem para enfrentar a morte que ta logo ali, batendo na sua porta é de deixar muita gente no chinelo.

Não vou dizer que derramei litros e litros de lagrimas, mas o livro me emocionou muito, e me fez parar e pensar. Ele é emocionante, lindo, triste, tudo em um livro e só lendo para entender.
A autora está de parabéns com a escrita. E para finalizar nada melhor que abusar um pouco de uma frase que encontrei no livro, para fazer vocês pensarem.
Algumas coisas são perfeitas do começo ao fim.

assinatura-viviane

8 comentários:

  1. Nossa, fico impressionada com o talento de algumas pessoas, a autora é só 3 anos mais velha do que eu, ela escreveu um livro e eu não consigo nem escrever alguns versinhos, rs. Bom, a listinha no início do livro já balança um pouco com a última coisa. O livro parece ser muito bom e pelo visto faz a gente refletir bastante, e isso é ótimo em um livro. Fiquei bem curiosa para saber mais sobre ele.

    ResponderExcluir
  2. Adorei a sua resenha. Estou louca para ler esse livro. Acho que vou chorar muito, pois sou uma manteiga derretida, principalmente quando o assunto é criança.

    ResponderExcluir
  3. Olha, depois da A Culpa é das Estrelas eu jurei que nao leria mais nada relacionado a morte e cancer, mas, depois da sua resenha vou dar chance para mais esse. Eu me emociono muito facil, choro a toa, bom passar na farmacia antes e renovar o estoque de lenço entao.

    ResponderExcluir
  4. Tá na minha wishlist e tenho certeza que não irei me decepcionar com a obra!
    Um beijo
    ilov3books.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Aah, já vi tantos comentários bons sobre esse livro que já tô ansiosa pra ler!
    Remete muito a outras histórias da tal febre "sick-lit" que tem inundado as estantes de tanta gente ultimamente, como A Culpa é das Estrelas e Extraordinário. Dessas duas eu só li A Culpa é das Estrelas, mas Extraordinário e Como Viver Eternamente estão na minha lista também <3

    ResponderExcluir
  6. Oi Viviane, tudo bem?
    Eu adorei a sua resenha, e estou super curiosa para ler esse livro, ele parece ser muito bom, e achei super bacana saber que ele faz com que refletimos sobre a vida, tenho certeza de que Sam é uma menino incrível e que todos deveriam conhecer a sua historia, como eu sou muito sentimental, é provável que eu vá chorar muito ao ler o livro.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  7. Eu acho que vou adorar esse livro! Esses livros de crianças/ adolescentes com câncer realmente têm feito bastante sucesso... Eu adoro, e tenho certeza que vai fazer com que esse livro vai fazer com que eu derrube muitas lágrimas!
    Beijos,
    Déia!
    Own mine

    ResponderExcluir
  8. Como viver eternamente é um livro que confesso que não achei tão triste assim ao ponto de me derreter em lágrimas (acho que é porque li muitas resenhas dele).
    O que mais gosto desse livro é a dinamica dele, os desenhos do livro, as notas, como se fosse mesmo um diário que Sam fez.

    ResponderExcluir