Belle


Olá Devoradores!
Hoje é dia de resenha e será o livro que li como opcional para o Desafio Literário 2014.
Vamos conferir?!
Ler um livro que contenha mais de 500 páginas

Autor: Lesley Pearse
Editora: Novo Conceito
Ano: 2012
Páginas: 560
Londres, 1910. Belle, de 15 anos, viveu em um bordel em Seven Dials por toda sua vida, sem saber o que acontecia nos quartos do andar de cima. Mas sua inocência é estilhaçada quando vê o assassinato de uma das garotas e, depois, pega das ruas pelo assassino para ser vendida em Paris. Sem poder ser dona de seu próprio destino, Belle é forçada a cruzar o mundo até a sensual Nova Orleans onde ela atinge a maioridade e aprende a aproveitar a vida como cortesã. A saudade de casa — e o conhecimento de que seu status como garota de ouro não durará muito — a leva a sair de sua gaiola de ouro. Mas Belle percebe que escapar é mais difícil do que imaginou, pois sua vida inclui homens desesperados que imploram por sua atenção. Espirituosa e cheia de desenvoltura, ela tem uma longa e perigosa jornada pela frente. A coragem será suficiente para sustentá-la? Ela poderá voltar para sua família e amigos e encontrar uma chance para a felicidade? Autora # 1 bet-seller, Lesley Pearse criou em Belle a heroína de nossos tempos: uma mulher forte que luta por seus direitos em um mundo perigoso.

A história de Belle se inicia em 1910.
Belle é uma jovem de 15 anos, que morou a sua vida toda em um bordel, num bairro bem pobre de Londres/Inglaterra.
Ela na sabia o acontecia em sua casa, pois a partir das 17h ela não podia mais subir para a sala, e as meninas que trabalhavam lá eram proibidas de dizer o que acontecia. Assim Belle manteve a sua inocência até os seus 15 anos.
Mas tudo isso muda no dia que ela adormece em um dos quartos e perde a hora, quando percebe Mille, a dona do quarto chegando e sem ter pra onde fugir, ela acaba se escondendo em baixo da cama e fica esperando o momento certo de sair do quarto. Infelizmente essa é a forma de Belle descobrir tudo o que te fato acontecia na casa, e para piorar a situação, ela ainda presencia um assassinato e depois disso sua vida nunca mais seria a mesma.
O livro é cheio de reviravoltas e emoções.
Apesar de achar totalmente impossível a pessoa viver a vida toda em um bordel e ainda sim não saber o que se passa-la, eu até “acreditei” na história, afinal isso tudo se passou em 1910, o que acaba nos passando a certeza da inocência de Belle.
Toda essa inocência começa a ruir, depois que ela presenciou o assassinato. E como se não bastasse isso, ela ainda é sequestrada pelo assassino, vendida para um bordel em Paris. É quando toda a história começa de fato.

A garota que inicia a história, não é a que encontramos no final, isso é um fato. Com tantas coisas ruins que aconteceram com ela durante todo o livro, acabaram por muda-la, claro não esperava outra coisa.
Quando achávamos que as coisas estavam melhorando, acontecia alguma coisa ou aparecia alguém que dava uma rasteira bem dada, e pronto, ela voltava ao fim do poço. Mas apesar de tudo, ela manteve o sonho de abrir uma loja de chapéus e voltar para casa.
De todos os personagens secundários, o que mais gostei e torci para ficar com ela foi Etienne, que é daqueles personagens que são obrigados a fazer coisas ruins para manter a família segura, mas que não fundo tem um coração bom.
O foco do livro é a comercialização de garotas, principalmente as que eram menores de idade, na faixa de 12 á 15 anos. E é claro toda a pesquisa que a autora teve que fazer para escrever o livro.
Apesar de a história ser bem escrita, eu achei a narração bem cansativa. A capa é linda, com o titulo em alto relevo, o restante meio emborrachado.
Não gostei do final, eu esperava que revelasse mais, mas acredito que foi dessa forma por ter uma continuação, que não sei se vou ler.

Avaliação:
assinatura-viviane

19 comentários:

  1. Não conhecia esse livro, mas já tinha ouvido falar da autora, não li muitas historias com o tema que esse livro tem, e fiquei surpreendida pela nota ter sido meio baixa :c
    Não é meu tipo de leitura preferida,mas quem sabe futuramente ...

    ResponderExcluir
  2. Olá gostaria que participasse do nosso projeto no blog, é bem simples e de grande ajuda e no final haverá um sorteio de livros.Estamos pedindo aos parceiros,Obrigada pela atenção http://www.leitorasdechocolate.blogspot.com.br/2014/02/tag-blogagem-coletiva.html

    ResponderExcluir
  3. "De todos os personagens secundários, o que mais gostei e torci para ficar com ela foi Etienne."
    Faço das suas palavras as minhas!
    Eu estou querendo ler o segundo, pois parece que Etienne volta, mas não procurei saber muito para não descobrir spoiler.

    ResponderExcluir
  4. Ainda não li este livro, mas sempre vejo muita gente elogiando e parece ser bom, apesar de você comentar que algumas partes foram cansativas...acho a capa linda e o enredo é bem interessante, me deixou curiosa para saber se ela conseguirá voltar para casa, mas achei uma pena o final não ter revelado muito, espero que tudo fique melhor na continuação! :)

    ResponderExcluir
  5. Você não gostou? Minha amiga leu e adorou, ficou toda animada para eu ler logo, mas até hoje não li. Espero conseguir ler logo e poder tirar minha conclusões.

    Beijos, Mands - Outbreaks.

    ResponderExcluir
  6. Olá Vivi, já "ouvi" vc falando do livro no 50 tons e agora mais ainda compreendo sua nota. Apesar de ser um tema bem denso se não for bem escrito a coisa desanda. Realmente tem uma continuação e se não me engano já foi lançada.
    Super Abraço, Victor Rosa
    encantosparalelos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Ai, pensei que vc ia amar o livro.
    Adorei a capa e a sinopse...
    Ler maia de 500 páginas e não curtir é de doer... puxa :/
    Senti que fosse um drama bem construído e que a estória fosse emocionante.
    Viver num bordel, presenciar um assassinato, ser vendida pelo assassino... super legal, né?
    Pensei que fosse parecido com "Cruzando o caminho do sol" que é maravilhoso.

    Não sei se lerei depois da resenha... acho que já li outra que foi mais favorável.
    560 páginas é muita coisa... eu gosto de pesquisar antes, porque é muito desperdício não gostar depois do livro.


    ResponderExcluir
  8. Quando esse livro foi lançado fiquei com vontade de lê-lo mas com o tempo me desanimei, gosto das suas resenhas por causa da sua sinceridade, não sei se um dia lerei esse livro porque começar a ler algo que temos o sentimento de que não iremos gostar não é legal.

    ResponderExcluir
  9. Já vi o livro, li algumas resenhas, ouvi alguns elogios... Mas nunca me interessei pela obra, e só posso dizer que após ler a sua resenha isso só se intensificou.
    O enredo é interessante, o trabalho de pesquisa da autora deve ter sido ótimo, mas não despertou o meu interesse. Com uma narrativa cansativa e a quantidade de páginas que o livro tem, realmente não é uma obra que eu deseje ler.

    ResponderExcluir
  10. Ai, que pena! Eu tinha ficado com vontade de ler quando soube do que se tratava, mas, pelo jeito, o livro é mais fraquinho do que eu imaginava (e mais grosso também hahaha)
    Beijos,
    Déia!
    Own mine

    ResponderExcluir
  11. Jurava que esse livro fosse bem melhor. Li várias resenhas positivas, mas achei interessante conhecer o seu ponto de vista.
    E concordo que quando a narrativa é ruim, a história perde muito o brilho. Uma pena!
    bjs

    ResponderExcluir
  12. Poxa, sério que você não curtiu tanto o livro assim?
    Eu me apaixonei pela história e devorei o livro rapidamente. Ao contrario de você eu gostei do final e achei que um continuação foi desnecessária. Porque uma garota que já sofreu tanto precisa continuar sofrendo assim gente? É tanta coisa ruim pra mesma pessoa que fica até difícil de encarar a história, fica irreal!

    A capa é realmente linda, uma das melhores da minha estante <3

    Beeijinho. Dreeh
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  13. Que pena que você não gostou e que a narrativa é cansativa, porque a estoria parecia ter tudo para ser muito boa.

    Meu Mundo, Meu Estilo

    ResponderExcluir
  14. Não gostei muito da sinopse.. não é o tipo de livro que me chama a atenção , vou passar dessa vez rs
    E-mail: juliamariamoraes2013@gmail.com
    Nome de seguidor: Julia Moraes

    ResponderExcluir
  15. Oi Vivi, jura que você não gostou?
    Eu só ouço elogios para esse livro, e sempre tive vontade de lê-lo, agora você jogou um balde de água fria em mim hahahah
    Também não gosto quando o livro se torna cansativo, arrastado :/
    Beijão
    Endless Poem

    ResponderExcluir
  16. Conhecia o livro apenas por nome, mas nunca tinha parado para ler a resenha ou a sinopse. Confesso que a premissa me ganhou, mas depois desanimei um pouco com a sinceridade de sua resenha. Nada é mais chato e irritante que um livro arrastado. Mas, mesmo assim, talvez eu o leia.

    M&N | Desbrava(dores) de livros

    ResponderExcluir
  17. Eu gostaria muito de ler esse livro, algumas pessoas falam bem, e outra falam mal, e eu não vejo a hora de ler e tirar a minha própria conclusão, o livro é meio grossinho, mas eu quero ler mesmo assim.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  18. Não me interesso nada pelo livro, e estes 2 pontinhos para ele me ajudou mais ainda na não leitura deste exemplar que não me trazia nenhum interesse!

    ResponderExcluir
  19. Esse livro parece ser bem bonito, com tema polemico... O tipo de livro que te faz pensar coisas profundas...

    ResponderExcluir