Leio, Logo Comento: Adormecer do Fogo


Olá Devoradores!
Depois de tanto tempo sem postar uma resenha aqui, eu sei estou em divida com vocês.
Hoje eu venho com novidades, agora nas resenhas, temos a avaliação com imagens do nossa mascotinho.
A resenha hoje é de um book tour organizado pelo autor Ben Green. Eu sou a primeira, então se quiserem conferir nos próximos blogs clique aqui e veja os participantes.
Agora vamos à resenha.

Autor: Ben Green
Editora: Dracaena
Ano: 2012
Páginas: 288
Haverá um tempo em que os povos verão os dragões como deuses e as criaturas da floresta como demônios. As guerras se espalharão como pragas. Amigos e irmãos irão se reconhecer somente como inimigos. O mundo se dividirá entre aqueles que creem e os que desprezam as criaturas aladas. Adormecer do Fogo é o primeiro livro da saga do Império a Ferro e Fogo. Tem o início nas montanhas devastadas pelo frio congelante. Quando mulheres são obrigadas a ceder seus corpos à libido de homens brutais. Filhos não conhecem seus pais. Crianças são mutiladas. E o amor, inexistente. Quando a chama sagrada se apaga, só o que lhes resta é atirar-se ao desconhecido e encontrar a salvação. Sabendo que tudo dependerá somente de sua interpretação dos escritos antigos, Ri-zir, a escriba da tribo, se vê na difícil tarefa de guiar um grupo de caçadores em busca de uma nova chama. Através de seu olhar, a história se desenrola ao redor e no interior das personagens. Enfrentando perigosas aventuras e situações impossíveis, passam a questionar o sucesso da missão. E mais ainda, sua própria sociedade bárbara. Rodeados pelo medo da extinção, alguns colocam em cheque os antigos costumes. Será aquela, a melhor forma de se viver? As mulheres devem mesmo ser tratadas assim? Estariam certos ao negarem a si próprios a existência do amor? Quais serão os dois irmãos que darão origem aos dois grandes impérios que se enfrentarão em sangrenta guerra através das décadas?
A única certeza é que precisarão manter suas forças diante dos perigos e espantar de vez a sombra mortal.
 
O livro começa com a chega dos caçadores e irmãos, Sa-Tûr, Me-feu, Me-deu e Me-nec, todos da tribo Gha-laad, com a comida que seria consumida durante o inverno, que pare eles sempre foi rigoroso.
Com a chegada da neve, todos são obrigados a irem para um lugar mais abrigado, como a Caverna de Inverno como eles chamavam, mas no caminho até lá, eles foram atacados e a única chama de fogo que mantinham se apagou com o ataque.
Ao chegarem à caverna, Sa-Tûr mostra para a rainha um óleo meio milagroso, pois quem passa não sente frio mesmo estando sem os mantos grossos que usavam (bem que podia ensinar como faz né, brincadeira), mas infelizmente, o óleo não era o suficiente para todos, e com o peso da morte sobre tribo, um dos irmãos caçadores se prontifica a ir atrás da chama, ir para onde os seus antepassados um dia fugiram.
Ao saírem para essa missão quase impossível a rainha designou uma Ri-zir para guia-los, já que até então, a única tribo que se tinha conhecimento, que possuía a chama era os Gha-laad.
Confesso que foi, em minha opinião, quando a história realmente começou a ficar boa.
Depois de serem atacados e aprisionados, finalmente começa a rolar um pouco de romance na história, e é nesse momento que a primeira parte do livro acaba, justo quando começo a ter certo carinho por Sa-Tûr.
No inicio da segunda parte, que é contada só com os três irmãos Me-feu, Me-deu e Me-nec, que continuaram com a busca pelo fogo e claro passaram por grandes provações.
O livro em si é maravilhoso, a história parece ser contada na época da descoberta do fogo, o que indica um pouco ou muito de pesquisa. Os nomes são um pouco complicados, e algumas vezes me vi perdida sem saber qual dos irmãos estava falando kkkkk. O livro mostra como as descobertas às vezes assustam as pessoas, principalmente em se tratando da descoberta de um Deus, que até então eles não sabia que existia. É claro que você pode ter um pouco de dificuldade no primeiro capítulo, mas depois que você passa por ele a leitura fica muito mais fácil.
Em resumo recomendo muito, pois ele é diferente desses livros que sempre acaba em romance.
Espero que tenham gostado e até a próxima.

8 comentários:

  1. AAAAAAAAAAAA
    Gente fiz de tudo para não ler esta resenha... mas não resisti! hahaha

    Vou ler esse livro em breve e já não basta a curiosidade que tive quando li a sinopse me passada, agora to morrendo com essa resenha! hahaha 4 ''sapinhos'' é uma ótima nota!!! *_*
    Espero gostar tanto assim... :)

    Adorei a resenha como sempre,parceiras lindas!
    Lucas F
    http://apanhadordelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. @Lucas Farias
    O Lucas realmente o livro é ótimo, no começo achei que seria chato, mas depois que a aventura começa...já sabe né kkkkkkk
    E muito obrigada pelo parceiras lindas ^^

    Abraços
    Vivi

    ResponderExcluir
  3. Ameeeeeeeeei *-*
    amo teu blog u_u kk
    bjs
    Cás

    ResponderExcluir
  4. Oi Vivi, que fofa você apoiando o Ben *-*
    Eu adorei a resenha. De tanto ele falar que não tem romance, eu já tinha descartado a leitura - ele vai ler o comentário que eu sei kkkk - mas a sua resenha me fez voltar "Adormecer do Fogo" para a minha listinha de "PRECISO LER".
    Gosto de histórias diferentes, dos primórdios da humanidade.
    Parabéns pela sinceridade ao falar da falta de romance, provavelmente será um ponto que sentirei falta também, mas já sei que a leitura promete mais que isso.
    Um beijo.

    Mari Scotti
    Coração de Papel

    ResponderExcluir
  5. @Mari Scotti
    Eu gosto de saber que a minha resenha ajudou, adorei o livro e estou curiosa para ler Praga Imortal, para saber se segue a mesma linha de raciocinio kkkkk.
    Realmente senti falta do romance e boa parte do livro, mas não que de fato tenha faltado, teve um pouco em cada parte, mas não era o foco.

    Um Abração.
    Vivi

    ResponderExcluir
  6. A história é bem curiosa, parece muito interessante. Acredito que vale uma lida.

    Obrigado

    ResponderExcluir
  7. Vivi, adorei a resenha! É sempre um frio na barriga quando vai sair uma resenha, ainda mais se tratando de um obra tão diferente de todas as outras! Fico feliz que tenha gostado e convido a todos mergulhar em um mundo que jamais sonharam!

    ResponderExcluir