Leio, Logo Comento: Eu Sou o Número Quatro


Autor: PITTACUS LORE
Editora: Intrínseca
Ano: 2011
Páginas: 352
Nove jovens alienígenas fugiram do planeta Lorien, ameaçado pelos Mogadorianos, para se esconder na Terra. Uma vez aqui, e na medida em que se tornaram adultos, começaram a desenvolver poderes sobrenaturais. Mas os invasores estão dispostos a pegá-los e isso precisa acontecer na sequência certa, já que eles são reconhecidos por números. Um, Dois e Três já foram assassinados e agora o número quatro conhecido entre os humanos como John Smith será o próximo alvo. Ele muda-se para Paradise, no estado de Ohio, disfarçado de estudante colegial e lá conhece Sarah Hart, por quem se apaixona e começa a acreditar ser ela um bom motivo para deixar de fugir.
O planeta Lorien foi destruído. Os habitantes foram dizimados, exceto nove crianças e seus Guardiões, que se exilaram na Terra. Mas a raça que devastou aquele planeta os seguiu. Os Nove estão sendo caçados. A guerra deles chegou à Terra, e aqui será decidida.
- Nove de nós vieram para cá. Somos parecidos com vocês. Falamos como vocês. Vivemos entre vocês. Mas não somos vocês. Temos poderes com os quais vocês só podem sonhar. Somos mais fortes e mais rápidos que qualquer coisa que já viram. Somos os super-heróis que vocês idolatram nos filmes, mas somos reais.


John Smith é o número quatro de nove crianças. Elas foram mandadas para a Terra, na esperança de desenvolverem o seus Legados e retornarem para Lorien, seu planeta natal, e tomar o planeta de volta dos invasores Mogadorianos. Mas isso se torna complicado, pois os Mogadorianos estão caçando um a um, pois cada criança recebeu um “encantamento” que iria protegê-los e para matar os nove e impedir que eles desenvolvessem os seus legados (poderes), os Mogadorianos teriam que matar na ordem numérica que eles eram reconhecidos e quando isso acontecesse as crianças sentiriam porque uma marca apareceria avisando de quantos foram mortos.
Quando John recebe a sua terceira marca, ou seja, quando o número três morre, ele sabe que será o próximo, então foge com Henri, seu Guardião, e acabam em Paradise. Lá ele desenvolve os seus Legados, se apaixona por Sarah Hart e começa toda a ação do livro.
Eu gostei do livro, pois ele é envolvente e a leitura é fácil e rápida. No momento que a história começa a ficar muito parada surge um acontecimento e bum, você já se vê preso novamente na leitura. Você se sente solidário com John, quando surgem as inseguranças em relação a Sarah, pois é a primeira vez que ele cogita de ficar em uma cidade, parar de fugir e enfrentar os Mogadorianos. Tem também os momentos tristes e de desespero, do tipo...Não vou mais ler...Não vou aguentar toda essa ação...ou coisa do tipo rsrsrs. 
O livro foi adaptado para o cinema em 2011, e confesso que comprei o livro porque assisti ao filme e gostei e, é claro, li muitas resenhas, e isso ajudou, mas não me decepcionei. Recomento muito.

7 comentários:

  1. a ja assistir esse filme, er muito legal, mais lembra de um outro seriado quem teve infância deverar lembrar,é só bota a cuca pra funcionar que você se lembra

    ResponderExcluir
  2. O livro eu nunca li, mas eu pretendo ler, porque o filme é muito bom, e eu sempre espero mais dos livros, então deve ser maravilhoso!!! ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. assista jaque assisa mesmo, naum se areependerar :D

      Excluir
  3. Não assisti ao filme ainda, mas vou assistir e depois ler o livro... curto ver os personagens pois assim ao ler consigo imaginar cada um com mais detalhes e a leitura se torna mais prazerosa.
    Parabéns amei a resenha... me deixou com gostinho de ler.

    Beijos

    Blog Coração Com Tinta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha eu também adoro fazer isso, assistir pra depois ficar imaginando no livro!!

      Excluir
  4. Ahaua a mais era melhor assistir o filme depois poisl as o livro ltem mãos graça

    ResponderExcluir
  5. assisti o filme e adorei demais acho que o livro deve ser ótimo rs

    ResponderExcluir